http://www.maratonadoporto.com/pt/noticias/maratona-do-porto-edp-apresentada-em-conferencia-de-imprensa/

Notícias

Maratona do Porto EDP apresentada em conferência de imprensa

Teve lugar esta quarta-feira, nas instalações da Câmara Municipal do Porto, a partir das 15h30, a conferência de imprensa que apresentou a 13ª edição da Maratona do Porto EDP, a qual irá para a estrada no próximo dia 6 de Novembro.

A conferência foi muito concorrida, tendo nela participado várias figuras de proa do desporto e da sociedade, de Portugal e do Norte do País. A presidir esteve o dr. Rui Moreira, presidente da edilidade portuense, acompanhado pelo dr. Miguel Pereira Leite, presidente da Assembleia Municipal do Porto, mas também os municípios de Vila Nova de Gaia, Matosinhos e Famalicão se fizeram representar, respectivamente através do dr. José Guilherme Aguiar, da engª Helena Vaz e do dr. Mário Passos.

image_1image_2image_3image_4image_5image_6image_7image_8image_9image_10image_11image_12image_13image_14image_15image_16image_17image_18image_19image_20image_21image_22image_23image_24image_25image_26image_27image_28image_29image_30image_31image_32image_33image_34image_35image_36image_37image_38image_39

Da parte dos patrocinadores, saliente-se a presença do dr. José Syder pela EDP, e do dr. Francisco Inácio pela Liberty Seguros.

Num plano mais puramente desportivo, destaque para a comparência do presidente da Federação Portuguesa de Atletismo, prof. Jorge Vieira, e dos quatro atletas de topo portugueses que irão correr a prova, Filomena Costa, Catarina Ribeiro, Alberto Paulo e José, Moreira, acompanhados pelo também atleta Rui Pedro Silva. Ainda presentes estiveram técnicos, como o prof. João Campos, antigas atletas, como Aurora Cunha e Rosa Oliveira, e demais figuras públicas, como Cláudia Jacques ou o antigo grande futebolista do FC Porto Domingos Paciência.

Muito se falou sobre o significado desta 13ª edição da maior maratona portuguesa e sobre o que se poderá esperar dela, sendo que o número de participações permite augurar novos máximos nacionais. Já há mais de 6 mil inscritos apenas para os 42195m da maratona propriamente dita, pelo que a organização tem fundadas esperanças de que o número de terminadores ultrapasse pela primeira vez – no Porto e em Portugal – a significativa fasquia dos cinco mil.

Nas outras duas vertentes do evento, a Family Race aponta para 4 mil inscrições e a mini-caminhada para outras 3 mil, pelo que o evento, no seu conjunto, promete ser verdadeiramente gigantesco.

O percurso terá uma ligeira modificação este ano, que pretende torná-lo (ainda) mais atractivo, e mais fácil de gerir pelos atletas, com partida e chegada junto ao Sea Life, à Esplanada do Castelo do Queijo.

Os quatro atletas portugueses de topo presentes, como já foi adiantado oportunamente, pretendem todos obter marcas que signifiquem mínimos de participação nos próximos Campeonatos do Mundo de Atletismo, que se realizarão em Londres de 5 a 13 de Agosto de 2017. Mas também pensarão em boas classificações, face a forte concorrência estrangeira. No lado masculino avultará a presença do eritreu Yonas Kifle, que detém o melhor recorde pessoal de todos os que irão correr, com 2h07m34s. Também os quenianos estarão em força, liderados por Samuel Mwaniki, Pius Kirop, Patrick Muriuki e Gilbert Maina, todos com marcas pessoais entre 2h08m56s e 2h10m33s e, como oportunamente foi anunciado, o japonês Yuki Kawauchi, que corre ao mais alto nível sete a oito maratonas por ano, e detém uma marca pessoal de 2h08m14s, igualmente estará à partida. Depois conta-se com vários bons quenianos em estreia, já com referências prometedoras em meias maratonas.

No lado feminino a grande figura promete ser a etíope Guteni Shone, a vencedora da primeira meia maratona de Luanda (em 2013) e detentora do magnífico recorde pessoal na maratona de 2h23m32s, obtido em Houston, no Texas, a 18 de Janeiro de 2015. Das estrangeiras a outra mais forte deverá ser a também etíope Belaynesh Shifera Yizegu, creditada com 2h31m08s na maratona de Barcelona de 2015, onde foi terceira.

Ambas poderão ser boas lebres para que Filomena Costa - ou Catarina Ribeiro, quem sabe…- venham a bater o recorde da prova, estabelecido pela agora famosa queniana Priscah Jeptoo, com 2h30m40s, na edição de 2009.

Também na corrida feminina é de realçar a presença de Rosa Madureira, sempre fiel à Maratona do Porto, e este ano mesmo depois de recentemente ter corrido a Maratona de Lisboa.

close